18.9.17

Betão armado

No Palácio do IENA, Auguste Perret celebrou o betão armado. Não o escondeu com pedra, estuque ou madeira. Betão.
As paredes são altas e nuas. As escadarias triunfais.  
O terreno longe de ser ideal é triangular e inclinado.
Deixei as crianças a construir num atelier Kapla e o Stéphane a falar sobre meteoritos na colossal sala hypostyle e percorri sozinha o imenso edifício. Dei atenção à luz, ao som, às formas, ao mobiliário, aos lustres e às tapeçarias.
Intrigou-me muito que num sítio que podia parecer hostil, muitas peças se encaixavam e chegava a ser confortável. Havia ali um certo tipo de belo.
Depois lembrei-me da minha família em Portugal.

No auditório infelizmente lotado, Hugues Reeves falava sobre a Origem do Mundo. Espero vir a encontrar esta conferência no youtube.

2 comentários:

Pessoas

Nomadas e sedentarios