14.4.11

Era um plano B, para a mesa do canto, por favor !

E comecei a explicar-lhe que o plano A (abrir uma empresa em casa) tinha sido substituído pelo plano B (trabalhar fora de casa e por conta d'outrém, em part-time) e que, por enquanto, o plano C (retomar um trabalho a tempo inteiro) continuava fora de questão, e que, nem sequer, estava em causa o plano D (continuar em casa a tempo inteiro, depois da entrada do minúsculo na pré-primária em Setembro), e muito menos o plano que ela me tentava impingir, o E (ter um terceiro minúsculo para animar este blogue e a vida dela, que entretanto, se tinha metido nessa aventura e queria companhia)(o que eu compreendo, todas gostamos de partilhar capotamentos, afinal é por causa disto que este blogue existe)(mas tudo tem o seu limite)(e acredito que dois minúsculos tenha sido já uma ultrapassagem clara do meu).
Ela perguntou-me, legitimamente, que tipo de part-time procurava, ao que respondi, honesta e claramente, um que fosse interessante, dentro da minha área, perto de casa, com um salário justo, que me permitisse ir buscar os minúsculos à hora da saída da escola, realizar-me profissionalmente e libertar-me socialmente.
E ela começou a rir, a rir, com as duas mãos a agarrar a sua terceira barriga. A rir, a rir a bom rir, a rebolar de rir, quase a morrer de rir. A sério, lol, neste caso seria um eufemismo de crianças. Se hoje me disser que ficou com caîmbra no abdominal ou com mais uma ruga no canto da boca ou ao lado dos olhos, vou acreditar sem pestanejar nem pedir para verificar.

E foi ai que eu percebi que o plano B era, sem dúvida, "O" plano para mim. Que, estranhamente, de cada vez que estou numa encruzilhada e decido que caminho vou seguir, a pequena parte da humanidade que me rodeia desata nestes pouco tristes e algo histéricos propósitos. Pelo que aprendi a ver este comportamento como se de um sinal de aprovação do meu destino pessoal, passo a redundância, se tratasse.

Se não souberem de cor o alfabeto, não percam o vosso tempo a tentar perceber este texto.

22 comentários:

  1. o plano B é semrpe um bom plano!
    vou ficar atenta aos próximos episódios!!!

    ResponderEliminar
  2. Eu ainda ando a pensar em concretizar um plano do tipo A. Boa sorte :)

    ResponderEliminar
  3. **SOFIA** - Comecei esta manhã em busca de pistas... ui! Vão ser episodios fascinantes.

    amora - O plano A, teve muito tempo na calha, mas neste momento, preciso de uma mudança de ares. Oxigénio ! A mim o oxigénio !

    ResponderEliminar
  4. Boa sorte! Mesmo, o Plano B parece-me muito interessante. Eu gostava de ter tido um plano B quando o miúdo era mais pequeno (e se calhar ainda agora - tem dois anos), mas saiu-me um plano C quando ele tinha quatro meses e eu achei que tinha mesmo que aproveitar, senão ia ter de pôr em prática o plano A que já andava em curso há três anos e que já me andava a deixar sem oxigénio.

    ResponderEliminar
  5. volto a dizer-te: não sei como ainda não esbarrámos uma na outra... pois parece-me bem que andamos pelas mesmas ruas e cruzamentos... (já escrevi isso aqui não foi, pois foi)

    ResponderEliminar
  6. O plano B é excelente! Boa sorte, vais conseguir:))

    ResponderEliminar
  7. Pronto ao menos a gaiata encarou o plano B com animo leve, levissimo mesmo só pode ser muito bom sinal :p

    jocas

    ResponderEliminar
  8. Podias ter feito uma votação aqui no blogue ;)
    Tenho a certeza que vais ter imensa sorte no plano B. Apesar de também de certeza teres imensas saudades dos minúsculos nos primeiros tempos...

    ResponderEliminar
  9. Como eu te entendo, até parece que "viajamos" juntas: " um que fosse interessante, dentro da minha área, perto de casa, com um salário justo, que me permitisse ir buscar os minúsculos à hora da saída da escola, realizar-me profissionalmente e libertar-me socialmente." tb para mim, por favor!

    Eu que nunca trabalhei por conta de outrem, nos dias de hoje, seria o melhor que me podia acontecer (em termos de trabalho, claro).
    No ano passado,junto com uma amiga, que tem estratégias de vida parecidas com as minhas, tentamos pôr em pratica um Plano A (produtos portugueses gourmet).
    Nos tempos que correm, tanto eu como ela tentamos o Plano B. Mas tem sido dificil.
    Bj e BOA SORTE!

    ResponderEliminar
  10. Eu acho o plano B uma boa ideia, vocês também, agora falta o mercado de trabalho, no final do ano, concordar e tudo vai correr bem -facilitava se ele lesse aqui o blogue.
    Quanto à votação, teria sido uma boa ideia, certamente, se não tivesse eu visto tantos "Você Decide" nos anos 80, para saber que os senhores auditores/leitores gostam de sangue e precipitar-se-iam, sem hesitações, para o plano E, ora, não tendo eu cara de mexilhão ...
    Lindo, lindo, era as mães (e pais) juntarem-se numa avenida qualquer e manifestarem-se por verdadeiro mercado de trabalho em part-time ! Assim, de repente, ocorrem-me varias partes que poderiam beneficiar com esta medida.
    Revolucionamos ?

    ResponderEliminar
  11. O hino desta revolução :
    http://www.youtube.com/watch?v=Ll6LLGePYwM

    ResponderEliminar
  12. VAMOS REVOLUCIONAR!
    Vou colocar um "alerta revolucionário" no meu Facebook e no meu blog, que tal a ideia?
    Diz o Otelo que "...só são preciso 800 militares para fazer um novo 25 de Abril" eu pergunto: Quantas mâes são precisas para mudar o "olhar" acerca do mundo do trabalho. Vida com qualidade e quantidade quanto baste para sermos Felizes.

    ResponderEliminar
  13. Por principio parece-me bem. Mas, olha que por mim, deixaria o Otelo descansado.
    O "A mãe que capotou" tem pagina no face (procurem-me com o e-mail apanhadanacurva@gmail.com)
    Acredito que o Stevie Wonder seja dos nossos !

    ResponderEliminar
  14. Por um mercado de trabalho mais flexivel, part time lovers, uni-vos !

    ResponderEliminar
  15. Otelo descansado e calado, se possivel. Até porque não tenho consideraçao positiva por tal pessoa, apenas tive em conta uma entrevista que ele concedeu recentemente à Agencia Lusa, que me fez pensar.

    ResponderEliminar
  16. A tua amiga que se riu é portuguesa? Porque se estivesses em Portugal, eu também me teria rido. Assim um riso mesmo histérico que passaria, alguns minutos depois, para um choro convulsivo. Acabavas a ter que me ir buscar várias caixas de kleenex e misturar-me à sucapa um lexotan num copo de água. É que eu ando à procura de um plano B há 10 anos e enredada num plano A há outros tantos, porque me recuso a aceitar um plano C, financeiramente não posso suportar um plano D, e depois de muito me esbofetear caí na razão e agora sei que não me devo mesmo meter num plano E.
    Mas em França, onde os part-times não são uma miragem como cá, não vejo por que razão não hás-de conseguir. Boa sorte!!

    ResponderEliminar
  17. Olha eu tenho sempre tentado arranjar planos C porque adoro estar com as minhas meninas mas sentia muito falta de fazer trabalho na minha área. E o melhor que consegui foi sair às 5. E digo-te: estou radiante! Ando mesmo tentada a fazer uma apresentação sobre isto. Tenho a certeza que uma boa percentagem de mulheres não se importava de ganhar um bocadinho menos se pudesse sair umas horas mais cedo.O que não se ganha poupa-se em prolongamentos de escolas ou empregadas.Só tenho receio que neste momento em POrtugal me chamem de irrealista. (Mas não sou!) Procura o teu plano C que vai achá-lo ;)

    ResponderEliminar
  18. Capotada, não fiques chateada comigo, mas também me ri - e antes de chegar à parte da tua amiga a rebolar histérica pelo passeio abaixo.

    E é triste ter-me rido, eu sei :)

    ResponderEliminar
  19. À muito tempo que já não venho por cá, mas esse Plano B parece-me óptimo..não sei se consegues arranjar mas espero bem que sim...
    Se fosse em Portugal acho que tb me ria histéricamente, sendo em França, pode ser que haja saídas..
    Gostei de ler o post..acho que um Plano E daria muita vida ao blog LOL
    Bjs

    ResponderEliminar
  20. eu ando á procura do plano B á bastante tempo mas é muito dificil! não consigo nadinha :(
    boa sorte para o conseguires encontrar,acho que no Norte é muito mais complicado o conseguirmos ;)

    ResponderEliminar
  21. Dadinha - ok, então, avançamos !

    c - Em França o mercado do trabalho parcial parece mais dinâmico (não tenho dados), mas ja comecei a ver anuncios, existem alguns, mas não vai ser pêra doce ... ainda estamos longe do paraiso da flexibilidade. Em Potugal, sera que a actual crise não podera ser uma boa aliada ? (oportunista gritam vocês)(c'est la vie ! respondo eu)

    Mamã - Sair às 5 é ja muito bom. Se encontrar alguma coisa assim (não muito longe) aceito logo. Trabalhar menos, ganhar o mesmo, ja não acho muito realista, estando Portugal na situação em que esta, não estou a pedir isso, apenas um salario justo.

    Melissinha - Rir é o melhor remédio, mas, quem ri por ultimo ri melhor. Certo ?

    Catarina - Dava, não dava ?

    Daniela - Boa sorte para ti também.

    ResponderEliminar

Pessoas

Nomadas e sedentarios