3.3.10

Os meus filhos são como os outros

Temos estado particularmente empenhados na nossa vida social. E os miúdos estão lá, e os comentários aparecem e as comparações com os filhos dos outros ou com o “quando eu era pequena” surgem. Tudo isto é muito normal, o ser-humano precisa de relativizar para compreender. O que me intriga é a estranha, mais ou menos inesperada e muito acentuada tendência dos comentários comparativos a que os meu filhos têm sido alvo… O paralelo que tem sido privilegiado é o que diz respeito ao disparate, à asneira e à casmurrice.
Até agora ainda não ouvi um único “ela é tão bem-educada como a X” ou “ele é tão calminho como o Y”.
Isto devia preocupar-me, quanto mais não seja porque sou eu que os ando a educar, e ainda para mais a tempo inteiro.
Das duas uma ou sou culpada porque sou demasiado permissiva, o que não anda nada longe da verdade, ou porque não soube triar os genes…
Ao menos que partilhassem comigo os smarties que andaram a gamar às escondidas. Afinal de contas eu sou a mãe ! Bolas ! Não há respeito ?!

5 comentários:

  1. Deixa lá isso! São comentários que nem merecem consideração, a menos que as crianças os oiçam. Tenho algumas pessoas de família que são pródigas nessas comparações...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Calma, calma !! Eu fico muito orgulhosa de ter uns filhos que são ... "free spirit", e quem diz estes comentários diz por bem, até porque conhecem a progenitora e sabem que "filhos de cães não podiam ser gatos"... só gostava é que também fossem um bocadinho compostinhos, só para a fotografia, assim, de vez em quando. Para dar mais cor, faço-me entender? Se não perceberem, garanto-vos que não é grave, até eu fiquei perdida neste meu comentário ao comentário ... lol

    ResponderEliminar
  3. Se ao menos os adultos se lembrassem do quanto odiavam serem comparados com fulano ou beltrano, quando eram crianças...
    (Não sei se já o disse, mas gosto de espeitar o teu cantinho!)

    ResponderEliminar
  4. Nenhum minúsculo estava por perto quando aconteceram estas conversas e o tom dos comentários era no gozo, tipo "eu (ou o pequeno x) também era traquinas como os teus filhos".
    E eu acho giro... opá, a sério, acreditem ...
    Não me arranjem problemas com a polícia !

    ResponderEliminar

Pessoas

Nomadas e sedentarios