17.2.10

Acerca do antes do ovo da galinha

Tudo começou com um albúm de fotos de férias pré-minuscular. Os minúsculos excitados porque a sua cultura geral era suficiente para conhecer os personagens da história : Mamã! papá! Gritos de cada vez que apareciamos. Ok, o Minus identificava só o papá. Quando era eu ou dizia papá ou emitia sons que este teclado não pode reproduzir. Ainda hei-de consultar um especialista por causa desta Sch##ße.
Adiante.
Questão existencial minuscular : Onde estou eu ?
E a avalanche de perguntas do costume. Estava na barriga da mamã? Na do papá? Na casa da vovó? Na escola? No parque ? E as mesmas perguntas revinham e re-inventavam-se e outras novas. Tento várias comparações.
Nada. Zero. Nothing rings a bell...
Até que, tento uma analogia fisica-metafisica :
Eu - Imagina uma coisa, amanhã vamos fazer um bolo de chocolate, certo? Onde é que ele está hoje ?
Minuscula - Não sei, mas temos biscoitos. Posso comer biscoitos?
Fomos !

5 comentários:

  1. Eu acho que tens aí uma pequena Descartes em casa... essa foi dificil de explicar :)

    Espreitei os teus momentos de inspiração culinária e tudo me pareceu delicioso!

    ResponderEliminar
  2. Não sei se me sai bem ou se me desenrasquei, o que sei é que isto não ficou resolvido e quando eu menos esperar, zunga ! ela volta à carga.
    Acham que Descartes poderia ajudar ? Vou googlar ...ele tinha filhos ?

    ResponderEliminar

Pessoas

Nomadas e sedentarios